KIT BÁSICO DO PESQUISADOR
Um Guia para a Pesquisa Bibliográfica na Internet 

 

Paulo Penteado
Professor Adjunto da Escola de Administração, UFBA 
E-mail:paulopen@ufba.br

Versão online 1.99b
6 de junho de 2003
(versão 1.0 -  junho de 1996)
 

Índice:
Introdução
Catálogos de bibliotecas
Índices especializados
Periódicos especializados
Anais de encontros científicos
Documentos de trabalho
Enciclopédias e dicionários especializados
Bibliografias especializadas
Dados Estatísticos
Legislação
Outros recursos eletrônicos
Como citar material obtido na Internet
Manuais de pesquisa e elaboração de teses

Introdução

Este kit é uma versão eletrônica de um texto utilizado na disciplina Seminário de Pesquisa II do Mestrado em Administração da UFBA. O texto original procurava listar as principais técnicas e fontes para pesquisa bibliográfica. Esta versão inclui essas técnicas tradicionais e também apresenta a sua alternativa eletrônica. Desta forma, destina-se tanto a estudantes e principiantes em pesquisa, como também a pesquisadores experientes que não tenham familiariedade com as ferramentas de pesquisa em meio eletrônico, particularmente na Internet. Embora este guia ultrapasse os limites da pesquisa bibliográfica, sendo bem mais abrangente em termos de informações para o pesquisador, mantivemos o sub-título original. 

Parte-se do pressuposto de que o usuário saiba os rudimentos da utilização do correio eletrônico e de um browser WWW, como o Mosaic, o Netscape ou o Internet Explorer. Caso seja necessário, a página de Ajuda da Escola de Administração da UFBA   fornece algumas indicações básicas. Para a utilização de recursos via Telnet, é necessário que o browser WWW esteja configurado para utilizá-lo ou uma conexão em modo terminal (utilizando o programa de comunicação de seu micro, ou uma conexão telnet com linha dedicada). Os recursos que utilizam formulários requerem um browser capaz de manipulá-los, como o Netscape ou o Internet Explorer. 

Embora este texto seja orientado para pesquisa em administração pública, o material pode ser facilmente adaptado para pesquisa em outras áreas, principalmente das ciências sociais. Os endereços URL são incluídos entre parênteses após os links, para facilitar a utilização de uma cópia impressa desta página.
 
1. Catálogos de Bibliotecas

1.1. Catálogos convencionais

Os catálogos de bibliotecas são organizados, em geral, por títulos, autores e assuntos. Nesses catálogos podem ser encontrados livros, folhetos, dissertações, teses e materiais especiais (CD-ROM, vídeo, etc.), disponíveis no acervo da biblioteca, mas não os artigos publicados em periódicos ou em coletâneas. 

Se você estiver procurando um livro específico, pode utilizar o catálogo de autores ou de títulos. Se você estiver precisando levantar a bibliografia existente sobre um determinado tema, o catálogo mais indicado é, obviamente, o de assuntos. No entanto, seu levantamento estará condicionado pelo tamanho, atualização e qualidade do acervo da biblioteca cujo catálogo você estiver utilizando. 

1.1.1. Principais bibliotecas em Salvador de interesse para administração pública
1.1.2. Algumas bibliotecas fora de Salvador
  • ENAP - Escola Nacional de Administração Pública, Brasília  
  • FUNDAP - Fundação para o Desenvolvimento da Administração Pública, São Paulo  
  • EBAP - Escola Brasileira de Administração Pública, FGV, Rio de Janeiro  
  • EAESP - Escola de Administração de Empresas de São Paulo, FGV, São Paulo  
  • FEA - Faculdade de Economia e Administração, USP  
  • COPPEAD - Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação em Administração, UFRJ  
  • NEPP - Núcleo de Estudos de Políticas Públicas, UNICAMP, Campinas  
  • IUPERJ - Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro  
  • IPEA - Instituto de Planejamento Econômico e Social, Rio de Janeiro/Brasília  
  • IBAM - Instituto Brasileiro de Administração Municipal, Rio de Janeiro  
  • Fundação João Pinheiro, Belo Horizonte  
  • Fundação Joaquim Nabuco, Recife  
  • IPARDES - Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social  

1.2. Catálogos eletrônicos

Muitas bibliotecas já oferecem catálogos em meio eletrônico, para consulta no local ou via conexão remota online. Muitos desses catálogos podem ser utilizados via Internet. 

Há basicamente dois tipos de interfaces para utilização desses catálogos. Alguns requerem uma conexão telnet e outros utilizam interfaces WWW

Felizmente, estão se tornando cada vez mais comuns os catálogos que oferecem interfaces WWW, muito mais fáceis de usar, que funcionam diretamente através de seu navegador (browser), utilizando formulários para as consultas. 

Sugerimos que você utilize este tipo de catálogo online, sempre que possível, pois seu uso é muito mais fácil. Alguns catálogos básicos são:


Nas conexões via telnet, seu computador passa a se comportar como um terminal do servidor remoto onde está localizado o catálogo. Isso significa que você entrará num programa em UNIX (ou outro sistema operacional equivalente), cujo funcionamento você precisa conhecer para utilizar. Essas conexões em geral são lentas e complicadas. Dê preferência aos catálogos via WWW, apresentados acima. 

Alguns programas que operam via telnet têm interfaces razoavelmente amigáveis, funcionando através de menus. Outros operam através de comandos de linha (como os comandos do DOS ou do UNIX) e, nesses casos, você precisa antes obter uma cópia do manual (como, por exemplo, os bancos de dados bibliográficos do IBICT -- incluindo seu catálogo de teses). 

Algumas bibliotecas importantes só possibilitam consulta aos seus catálogos eletrônicos online, no todo ou em parte, via telnet, como: 

Uma relação mais completa, incluindo alguns diretórios com listas de bibliotecas com catálogos via WWW, está no DirAd, na seção Bibliotecas.

Você também pode consultar catálogos de editoras para saber quais os últimos lançamentos. Os catálogos de editoras, em sua versão em papel, podem ser solicitados por correio e estão disponíveis em algumas bibliotecas. No DirAd há uma lista de editoras com serviços online na seção Editoras e Livrarias

1.3. Obtendo um exemplar

Uma vez identificados os livros de seu interesse, você precisa conseguir um exemplar dos mesmos. Se você pesquisou num catálogo convencional, os títulos levantados devem estar disponíveis na biblioteca em questão. No entanto, se você fez uma pesquisa pela Internet e a biblioteca em que você pesquisou está numa área geográfica distante, você terá que procurar nos catálogos (convencionais ou eletrônicos) das bibliotecas de sua região. 

Caso você deseje adquirir um exemplar, você pode tentar as livrarias locais, que muitas vezes aceitam encomendas de livros nacionais e estrangeiros, ou pode adquiri-lo através da Internet. Algumas livrarias online: 

No DirAd você encontra uma relação de Editoras e Livrarias, de diversos países, que comercializam livros pela Internet. Em geral a forma de pagamento é o cartão de crédito (internacional, para compras em outros países). Para compras no exterior, é aconselhável solicitar envio por via aérea, pois o tempo de demora da remessa via superfície é grande (cerca de 3 meses). Naturalmente, será necessário pagar uma taxa extra para isso.
 
2. Índices Especializados

2.1. Índices em papel

Os catálogos de bibliotecas incluem a relação dos títulos disponíveis. Em geral há também um catálogo de periódicos que lista os números de que a biblioteca dispõe, mas não a relação dos artigos contidos nesses periódicos. 

A maneira mais prática de pesquisar artigos de periódicos é através de índices especializados, que mantêm, para uma determinada área de conhecimento, um levantamento de artigos de um grande número de periódicos. 

A depender do índice, os arquivos são indexados por palavras-chave, autor, título e assunto. Alguns incluem referências de que autores foram citados por quem e resumos de artigos. 

Os principais índices e abstracts de interesse para a área de administração são: 

  • Business Periodical Index. H. W. Wilson Company, New York.  
  • Dissertation Abstracts International. Section A: Humanities and Social Siences 
  • International Political Science Abstracts 
  • Public Affairs Information Service 
  • Social Sciences Citation Index 
  • Sociological Abstracts 
  • Sage Public Administration Abstracts. Sage Publications, Beverly Hills, London.  
  • Índice de Ciências Sociais. IUPERJ, Rio de Janeiro.  
  • Literatura Econômica. IPEA, Rio de Janeiro.  
  • Sumários Correntes Brasileiros. CNPq/IBICT, Brasília.  
  • Índice de Teses. CNPq/IBICT, Brasília.  

2.2. Índices eletrônicos

Atualmente a maioria dos índices especializados são comercializados também em versões eletrônicas em CD-ROM ou em disquetes. Estes índices podem ser consultados nas bibliotecas que os subscrevem, mas, em geral, não estão disponíveis online devido a restrições de direitos autorais. Alguns incluem o texto completo dos artigos de parte dos periódicos indexados. Nestes casos, os artigos podem ser impressos. 

Os índices em CD-ROM dispõem de mecanismos de busca por critérios semelhantes aos dos índices em papel, porém bem mais fáceis de utilizar. Além disso, nas casos em que o texto completo está disponível, o problema da obtenção do artigo está imediatamente resolvido. 

O DataÍndice (http://www.iuperj.br/di/pesquisa.htm), versão eletrônica do Índice de Ciências Sociais, desenvolvido pelo IUPERJ - Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (http://www.iuperj.br/), indexa uma coleção de aproximadamente 12.000 artigos de ciências sociais,  com resumos, de cerca de 70 revistas publicadas no país de 1938 até o presente. 

O IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (http://www.ibict.br/) oferece vários serviços bibliográficos, inclusive a Biblioteca Digital de Teses e Dissertações - BDTD, (http://www.ibict.br/bdb/portal/bdb_main_consorcio.php) que busca integrar os sistemas de informação de teses e dissertações existentes nas Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras, como também estimular o registro e a publicação de teses e dissertações em meio eletrônico.

O Sistema de Informação sobre Teses (http://pinheiro.ibict.br/pls/Nteses/MTD.principal) do CNPq/IBICT possiblita a busca de referências bibliográfias sobre teses brasileiras online.

A CAPES possibilita consulta de resumos e outras informações da base de teses e dissertações apresentadas nos programas de pós-graduação do país a partir de 1996.

Alguns outros serviços deste tipo podem ser encontrados no DirAd, em Recursos e Serviços, na seção Informações.

Outro tipo de índice em meio eletrônico são os índices de artigos de periódicos online. As instituições federais de ensino e pesquisa podem acessar a base de referências bibliográficas WoS - Web of Science (http://webofscience.fapesp.br) (em inglês), mantida pelo ISI - Institute of Science Information, de acordo com convênio assinado entre a FAPESP e a CAPES. O acesso é possível exclusivamente via rede UFBA ou outra rede oficial credenciada. Você não conseguirá acesso se entrar na Internet através de seu provedor privado. Este tipo de serviço é seguramente o mais útil para pesquisa bibliográfica na Internet

A FAPESP - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo e a BIREME mantêm o SciELO - Scientific Electronic Library Online (http://www.scielo.br/), um serviço que disponibiliza os textos completos de periódicos nacionais (alguns deles em inglês), com mecanismo de busca. Atualmente, apenas cerca de 30 periódicos participam do sistema.

Há, também, disponível em francês e inglês, o Article@INIST (http://services.inist.fr/public/fre/conslt.htm) do Institut pour la Information Scientifique et Technique (http://www.inist.fr/), França, que permite busca de artigos e monografias, com serviço pago de envio de cópias.

Outro desses serviços é o UnCoverWeb (http://uncweb.carl.org:80/), oferecido pela CARL - Corporation - Colorado Alliance of Research Libraries. Este índice cobre 17.000 periódicos de diversas áreas do conhecimento, com mecanismo de busca via formulário WWW, de fácil utilização. Oferece também um serviço de remessa de cópias de artigos por fax e acesso online a alguns textos (ver abaixo).

2.3. Como obter cópias de artigos

Uma vez identificados os artigos de seu interesse, você certamente desejará obter uma cópia dos mesmos. Naturalmente, a maneira mais fácil e barata de conseguir uma cópia é verificando se o número do periódico está disponível numa biblioteca próxima a você. Para isso, consulte o catálogo de periódicos de sua biblioteca ou solicite o número do periódico no balcão. 

Verifique também se as bibliotecas às quais você tem acesso localmente dispõem de banco de dados bibliográficos em CD com texto completo de artigos. Esses artigos podem ser impressos gratuitamente ou por uma pequena taxa. Se você é um usuário da Escola de Administração da UFBA, consulte o Business Periodicals Online.

Caso o periódico não esteja disponível em sua biblioteca, você pode utilizar o COMUT - Programa de Comutação Bibliográfica (http://www.ibict.br/). Através desse sistema, organizado pelo IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, pode-se adquirir cópia de artigos publicados em periódicos técnico-científicos (revistas, jornais, boletins, etc.), teses e anais de congressos disponíveis nas melhores bibliotecas do país. Atualmente os pedidos podem ser feitos online apenas através das bibliotecas que integram o sistema. As cópias podem ser enviadas enviadas por correio ou fax. 

Para obter uma cópia de um artigo que não se encontre no acervo das bibliotecas locais, procure uma das bibliotecas que fazem parte do COMUT. Na UFBA, dirija-se a: 

Biblioteca Central da UFBA
Setor COMUT, Seção de Referência, 1o. andar 
R. Barão de Geremoabo, s/n 
Campus de Ondina, Federação 
40210 Salvador, BA 

Em Salvador, você também pode solicitar o serviço na biblioteca da Faculdade de Educação da UFBA (Canela), entre outras. Diversas Bibliotecas em outras cidades também fazem parte do sistema. 

O sistema identifica a biblioteca mais próxima que disponha do artigo e providencia uma cópia do mesmo, que é enviada por correio para a biblioteca onde você fez a solicitação. É cobrada uma pequena taxa, correspondente ao custo de reprodução. A maioria das bibliotecas universitárias do país dispõe deste serviço. 

Veja também no DirAd, em Recursos e Serviços, a seção Informações, para conhecer alguns outros serviços semelhantes.

3. Periódicos Especializados

3.1. Periódicos em papel

Outra forma de pesquisar artigos é consultar diretamente os últimos números dos periódicos mais importantes de sua área. A maioria dos periódicos estrangeiros e alguns nacionais publicam um índice anual no último número de cada ano. Alguns disponibilizam o texto completo dos artigos online, outros apenas o índice ou os resumos.

Alguns dos mais importantes periódicos nacionais e estrangeiros na área de administração pública são:

3.2. Periódicos eletrônicos

Há basicamente dois tipos de periódicos online: 

Periódicos com texto completo de artigos disponível online. Exemplos: 

Periódicos em papel cuja versão eletrônica inclui, entre outras informações, o sumário de cada número e, em alguns casos, resumos dos artigos. Exemplos:  Uma lista pode ser encontrada no DirAd, na seção Periódicos Eletrônicos

Periódicos eletrônicos podem também ser publicados em CD-ROM.

4. Anais de Encontros Científicos

Anais de encontros científicos são outra fonte de pesquisa. Alguns publicam apenas resumos dos trabalhos, outros, os textos completos. 

Para a área de administração pública, alguns dos principais encontros são os promovidos por associações científicas como: 

Esses anais encontram-se, em geral, nas bibliotecas da área. Alguns estão disponíveis online (como os da APSA e os da LASA 1997), em disquete (como os da ANPOCS 1997) ou em CD-ROM (como os da ANPAD, a partir de 1997). Endereços de outras associações científicas podem ser encontrados no DirAd, na seção Outras Instituições

5. Documentos de Trabalho

Documentos de trabalho (ou working papers) são cópias individuais de artigos, em geral ainda não publicados. Muitas vezes este é o primeiro veículo de divulgação de um trabalho acadêmico. Este é também um dos tipos de documento mais difíceis de identificar e obter. Na Internet há alguns locais onde você pode fazer pesquisas de documentos de trabalho, impressos ou em meio eletrônico. No segundo caso, em geral você pode transferir o arquivo com o documento para o seu microcomputador. Exemplos:

Outros locais onde podem ser encontrados documentos de trabalho estão no DirAd, nas seções Recursos e Serviços  e Textos Acadêmicos

6. Enciclopédias e Dicionários Especializados

Enciclopédias e dicionários especializados podem ser um ponto de partida para levantamentos bibliográficos, pois propiciam maior compreensão do tema a ser pesquisdo, além de estabelecerem a terminologia pertinente a respeito. Alguns exemplos: 

BOBBIO, Norberto et al. Dicionário de Política. 3. ed. Brasília: Ed. Universidade 
     de Brasília, 1993. 

CHÂTELET, François et al. Dicionário de Obras Políticas. Rio de Janeiro: 
     Civilização Brasileira, 1993. 

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. Instituto de Documentação. Dicionário de 
     Ciências Sociais. Rio de Janeiro, 1986. 

SELLIGMAN, E. R. A., JOHNSON, A. Encyclopaedia of the Social Sciences
     New York: Macmillan, 1957. 

SILLS, D. L. Enciclopedia Internacional de las Ciencias Sociales.
    Madrid: Aguilar, 1976. 

Até o momento, a maioria das enciclopédias disponíveis em CD-ROM ou online não são especializadas, mas isso deve mudar em pouco tempo. Você poderá ter acesso a alguns dicionários especializados na Internet consultando as Bibliotecas Virtuais Temáticas (http://www.prossiga.br/bvtematicas/) do Prossiga - Programa de Informação e Comunicação para a Pesquisa (http://www.prossiga.cnpq.br/). 

7. Bibliografias Especializadas

Outra fonte útil de pesquisa são bibliografias sobre temas específicos, organizadas por bibliotecários ou pesquisadores. Elas podem ser encontradas em bibliotecas e também na Internet. No DirAd, em Recursos e Serviços, há endereços de alguns locais da Internet que dispõem de bibliografias especializadas. Alguns exemplos:

8. Dados Estatísticos

Dados estatísticos também podem ser encontrados na Web. No DirAd, em Recursos e Serviços, na seção de Estatísticas, há endereços de alguns locais da Internet que dispõem desses dados. Alguns exemplos: 

Inclui, entre outros, dados do Censo Demográfico e da PNAD - Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios , bem como Indicadores Conjunturais
9. Legislação

Certos locais da Web dispõem de compilações de instrumentos legais. Veja alguns no DirAd, em Recursos e Serviços, no item Legislação. Exemplos: 

10. Outros Recursos Eletrônicos

Aumenta a cada dia a quantidade de informações disponíveis na Internet. Diversos sites incluem material especializado em áreas específicas do conhecimento. Esse material pode incluir textos completos de documentos de trabalho, relatórios de pesquisa, bibliografias, dados estatísticos, notícias de eventos, arquivos com textos de grupos de discussão ou de grupos de notícias (USENET News). Há diversos serviços nacionais e internacionais online que procuram catalogar os diversos materiais disponíveis na rede. Vários deles incluem mecanismos de busca por palavra chave, pesquisando um número muito grande de locais. No DirAd, há uma lista de alguns dos principais serviços desse tipo em Catálogos de Serviços, além de uma interface de busca   que permite consultar diretamente alguns deles. Exemplos: 

  • Nacionais: 
    • Cadê? (http://www.cade.com.br/) 
    • Surf (http://www.surf.com.br/) 
    • Radar UOL (http://www.radaruol.com.br/) 
    • RADIX (http://www.radix.com.br/) 
  • Estrangeiros: 
Há, ainda, compilações de recursos específicos relativos a determinadas áreas de conhecimento. Exemplos: 
11. Como Citar Material Obtido na Internet

Ainda não existe um sistema estabelecido de citação de material disponível na Internet. Pode-se usar a proposta de Guidelines for Citing Electronic Source Materials (http://www.sfu.ca/politics/cite.html), do Departamento de Ciência Política da Simon Fraser University, ou a proposta de Citações e Referências a Documentos Eletrônicos (http://www.elogica.com.br/users/gmoura/refere.html), de Gevilacio Aguiar Coêlho de Moura. 

12. Manuais de Pesquisa e Elaboração de Teses

Segue-se uma breve bibliografia sobre pesquisa e elaboração de trabalhos científicos. 

ECO, Umberto. Como se faz uma tese. São Paulo: Perspectiva, 1985. 

SIMPSON, Anthony E. Guia para a pesquisa bibliográfica em 
     administração pública. Brasília: FUNCEP, Editerra, 1982. 

VERA, Armando Asti. Metodologia da pesquisa científica. 7. ed. 
     Porto Alegre: Globo, 1983. 

SALOMON, Délcio Vieira. Como fazer uma monografia; elementos de 
     metodologia do trabalho científico. Belo Horizonte: Instituto de 
     Psicologia da Universidade Católica, 1971. 

BASTOS, Lília da Rocha; PAIXÃO, Lyra & FERNANDES, Lúcia Monteiro. 
     Manual para elaboração de projetos e relatórios de pesquisa, 
     teses e dissertações. 3. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1982. 

FERREIRA, Gilda Pires. Como apresentar dissertações. Salvador: 
     Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UFBA, 1993. 

TROCHIM, William M. Research Methods Knowledge Base
     (http://trochim.human.cornell.edu/kb/
 
 

Veja também o site da Researchpaper.com (http://www.researchpaper.com/), voltado para o auxílio à elaboração de monografias.

Este texto pode ser reproduzido, no todo ou em parte, para fins educacionais, desde que citada a fonte.
Comentários sobre este Kit podem ser enviados para paulopen@ufba.br

Este serviço é trazido até você pela

Escola de Administração, UFBA  
Av. Reitor Miguel Calmon, s/n - Vale do Canela - 70.110-100 Salvador, BA 
Fone 237-4544 Fax 336-3462 

Copyright ©1996-2003 Paulo de Arruda Penteado Filho